Adiante

26 02 2015

Adiante, viajante,

observa, repara nos destroços que te cercam. Sentes nas tuas asas a ventania que inexoravelmente te empurra para o futuro? Recordas quantas alegrias breves, quantas profundas tristezas, quantas melancolias, quantas palavras ocas e quantos eloquentes silêncios atravessaram a tua vida? E quantas feridas, quantas mortes? Quantos destroços permanecem!

Vês?

Abre as tuas asas e avança, viajante! Tu já não podes voltar. Tu não podes evitar a grande tempestade que sopra do paraíso. Eu, tu, nós não podemos recuar, nem suturar as feridas, nem despertar os mortos.

Adiante, viajante! Progride, recorda e sonha, mas não te iludas, a História é assim.

Esta história também.

broken_glass

Anúncios

Acções

Information

2 responses

11 07 2017
margarida soares

Olá! Gostava de saber de quem é a autoria deste texto. Obrigada!

28 07 2017
Anasir

Não lhe sei dizer, infelizmente… Acho que encontrei o texto algures na Internet, sem informação do autor.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s




%d bloggers like this: