Portugal

29 02 2012

Subitamente aparecia-me ali um Portugal de que já quase estava esquecido : essa terra que nunca foi tão nossa como quando a vivemos como o presente sofredor que era, mas com um futuro que haveria de ter pelo menos o tamanho da nossa esperança…

José Saramago  em  Cadernos de Lanzarote





O Homem que Plantava Árvores

24 02 2012

Your comments (optional)

PSICOPATOLÓGICO

View original post





Tempo 5

22 02 2012
Existe uma parte de todos nós que vive fora do tempo. Talvez só tomemos consciência da nossa idade em momentos excepcionais, na maioria do tempo não temos idade.

Milan Kundera





Ser amado

17 02 2012

Você sabe que é amado (a) porque lhe disseram isso?

A demonstração de amor requer mais do que beijos, sexo e palavras.

Sentir-se amado é sentir que a pessoa tem interesse real na sua vida,

que zela pela sua felicidade,
que se preocupa quando as coisas não estão dando certo,

que se coloca a postos para ouvir suas dúvidas,
e que dá uma sacudida em você quando for preciso.

Ser amado é ver que ele(a) lembra de coisas que você contou dois anos atrás,

é ver como ele(a) fica triste quando você está triste,
e como sorri com delicadeza quando diz que você está fazendo uma tempestade em copo d’água.

Sente-se amado aquele que não vê transformada a mágoa em munição na hora da discussão.

Sente-se amado aquele que se sente aceito, que se sente inteiro.
Aquele que sabe que tudo pode ser dito e compreendido.

Sente-se amado quem se sente seguro para ser exatamente como é,
sem inventar um personagem para a relação,
pois personagem nenhum se sustenta muito tempo.

Sente-se amado quem não ofega, mas suspira;
quem não levanta a voz, mas fala;
quem não concorda, mas escuta.

Agora, sente-se e escute: Eu te amo não diz tudo!

Arnaldo Jabor

 




Nothing compares

12 02 2012





Expectativas

7 02 2012

As pessoas vivem demasiado preocupadas em corresponder às expectativas dos outros e em que os outros correspondam às suas. Devemos ter sempre presente que, se sofremos, sofremos por nossa causa, e que, se os outros sofrem, sofrem por causa deles. Ninguém sofre por causa dos outros. Só quando tentamos viver de acordo com este princípio é que começamos a deixar de estar aprisionados às expectativas…

Luís Pedro Proença