Língua

12 12 2018

Cada vez que se aprende uma língua, descobre-se outro mundo, outra forma de ver as coisas.

know

Francisco Falcão

Anúncios




Perfume

6 12 2018
  Na mão de quem oferece flores, fica sempre um pouco de perfume.

Provérbio chinês





Flores

27 11 2018

Há sempre flores para aqueles que querem vê-las.

3malmequeres

Henri Matisse





Exaustão

21 11 2018

 

As mulheres vão até à exaustão. Os homens são mais simples, sabes? Querem chegar logo ao fim, têm dificuldade em esperar. São muito ansiosos. Querem logo tudo, e quanto mais querem, mais perdem. Enganam-se ao julgar possuir, porque aqui ninguém possui ninguém.

O que distingue um homem de uma mulher é uma mulher não ser um homem. As mulheres são mais complexas, impossíveis de cercar.

facebranch

Pedro  Paixão





Pequenas grandes relações

15 11 2018

Sempre apreciei a riqueza das relações e a pobreza delas como contraste.

Mas quero apenas salientar a riqueza daquela relação que não se impõe.

A relação que se constrói tantas vezes à distância.

Pequenas e curtas ligações.

Pequenas e curtas palavras.

Pequenas e curtas mas que se constroem, ligam, aprofundam, geram vida, encontro, verdade.

Relações que não se impõem, não exigem.

Relações que o são, simplesmente.

comunidade

Pedro Proença   em   Vida serena





Passado 2

9 11 2018

ampulheta

O passado não tem de ser arrumado. Quem arruma muito bem o passado esquece-se de que não tem o controlo de nada e que um dia as mágoas todas mal digeridas do passado podem atingir-nos de uma só vez. O passado não é uma coisa seca e idiota que nos vai puxar para trás, o passado é uma plasticina que fica sempre quente e moldável quando lhe pegas com delicadeza. O passado reinventa-se.

Nao tenhas receio de seguir as migalhas. Tem orgulho delas, são pequenas pistas que fazem parte de ti e que foste deixando pelo caminho. Não são o reflexo da tua cobardia, são o reflexo de não quereres deitar fora pedaços de ti.

Migalhas. Pára de achar que são pequenas e tontas, que são pedaços inúteis de coisas. Não. Elas são parte de ti, são pistas e desejos teus que foram ficando pequenos e receosos de se concretizarem.

Francisco Sexto Sentido





Tarefa

3 11 2018

Fotor_154089756833680.jpg

No inicio, deves sentir-te perseguido pelo medo da nascença e da morte, como um veado a fugir de uma armadilha. No meio, não deverás ter nada para te arrepender, mesmo que morras nesse instante, como um camponês que cultivou a sua terra com toda a dedicação e carinho. No fim, tens de estar feliz, como alguém que completou uma grande e imensa tarefa.

A coisa mais importante para se saber é que não há qualquer tempo a perder, tal como se uma flecha estivesse espetada numa parte vital do teu corpo.

Matthieu  Ricard